RJ: cinegrafista ferido em protesto é operado, mas segue em estado grave. Veja!

RJ: cinegrafista ferido em protesto é operado, mas segue em estado grave
O cinegrafista da Bandeirantes Santiago Andrade, atingido por estilhaços de uma bomba durante protesto contra o aumento da tarifa de ônibus nessa quinta-feira no Rio de Janeiro, passou por uma operação durante a noite no hospital Souza Aguiar. No início da madrugada desta sexta, a Secretaria Municipal de Saúde disse que a cirurgia foi concluída e a hemorragia no ferimento da cabeça, controlada. O cinegrafista, no entanto, continua em estado grave, de acordo com informações da Globonews.
Em nota, o Grupo Bandeirantes lamentou o ocorrido. "O cinegrafista Santiago Andrade da Band foi ferido na cabeça por um artefato - não se sabe, por enquanto, se uma bomba de gás lacrimogênio ou de fabricação caseira", afirmou o comunicado. O caso foi registrado no 5º Distrito Policial.
Testemunha
O fotógrafo do Terra Daniel Ramalho acompanhava a manifestação perto do cinegrafista, e contou que o profissional ficou no meio do fogo cruzado entre policiais e manifestantes. "Os manifestantes estavam jogando pedra e os PMs jogando bomba de gás, foi em um momento tenso, ele (o cinegrafista) estava até abrigado ao lado de uma árvore", disse. "Eu estava fotografando focado no grupo de policiais. Quando ouvi um barulho e olhei para a árvore, um negócio explodiu como se fosse um fogo de artifício, espalhou, teve um fogo grande para o lado e para cima. Quando olhei de novo, ele já estava caído, pela lente da câmera eu vi ele caindo 'duro' para o lado, e vi que era grave", relata o fotógrafo.
O operário de construção civil Carlos André Silva, 24 anos, também testemunhou a cena. "Estava indo para casa quando bem ao meu lado eu ouvi um estrondo. Quando olhei, vi ele caído, desacordado, com um buraco na cabeça. Ele sangrava muito."

Terra

Comentários
0 Comentários