Ações policiais com reforço aéreo na Paraíba.Veja!

Incêndios, afogamentos, perseguições e diversas outras operações policiais que forem realizadas na Paraíba terão agora um apoio aéreo.

Isso porque foi entregue e apresentado à sociedade, na manhã de ontem, um helicóptero adquirido pelo governo do Estado para ser usado em ocorrências de grande porte, diminuindo para cerca de três minutos o tempo de resposta da polícia.

O investimento foi na ordem de R$ 8 milhões e a previsão é de que no próximo ano outras duas aeronaves sejam adquiridas.

O equipamento, que batizado de 'Acauã', dá início ao Grupamento Tático Aéreo (GTA), uma equipe qualificada formada por oficiais da Polícia Militar, Civil e do Corpo de Bombeiros. Este irá subsidiar operações policiais de grande porte, que envolvam policiamento aéreo, salvamento aquático, resgate de vítimas e combate a incêndios. De acordo com o comandante do GTA, coronel João de Pontes, as equipes aéreas prestarão apoio a ações terrestres ou marítimas e o equipamento já está pronto para atuar.

A aeronave modelo Esquilo B350, prefixo PR – CME pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), comporta até sete pessoas, dependendo de sua configuração. Ela tem autonomia de três horas e meia de voo, podendo atingir uma velocidade máxima de 130 nós, o equivalente a 280 quilômetros por hora (KM/h), segundo informou o secretário de Segurança, Cláudio Lima. Em um voo de teste, o comandante fez uma simulação de um salvamento levando uma vítima até o Hospital de Emergência e Trauma da capital. O tempo, desde o resgate até a chegada na unidade hospitalar, é de aproximadamente cinco minutos.

Segundo o secretário de Segurança, o helicóptero, que já está pronto para atuar a qualquer momento, conta com uma equipe qualificada para utilizar o equipamento e reforçar os trabalhos já desenvolvidos pelas forças policiais. “Temos hoje uma equipe formada por policiais civis, militares e bombeiros, além de pilotos e comandantes, todos preparados para lidar com as mais diversas situações. Esse é o primeiro equipamento do Grupamento Tático Aéreo (GTA), que estamos formando, mas a pretensão é de que tenhamos de 30 a 40 policiais devidamente formados para atuarem nesse grupo tático”, garantiu.

Ainda conforme o secretário, todo o Estado contará com o apoio aéreo e, em caso de operações no interior do Estado, um caminhão com combustível dará apoio terrestre para garantir que o trabalho seja também ali desenvolvido.

RABECÕES E NOVA UNIDADE DO IPC
Ontem ainda foram entregues dois novos carros para transporte de mortos, os chamados rabecões, para o Instituto de Polícia Científica. De acordo com o diretor do IPC, Humberto Pontes, além desse investimento, os paraibanos poderão contar, na primeira quinzena do próximo mês, com uma nova unidade do IPC equipada tecnologicamente e pronta para atuar na investigação de crimes.

Com os veículos, a frota do IPC sobe para 16 e a previsão, segundo Pontes, é que proximamente outros três sejam entregues. Ainda segundo Pontes, outros investimentos estão previstos este ano para o IPC.

Do JPB

Comentários
0 Comentários