‘Golpe da Lombada Eletrônica’ pode estar sendo aplicado com participação de presos na Paraíba. Veja!

A Gerência de Inteligência da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) desvendou um novo golpe que seria utilizado na Paraíba, após análise de um aparelho celular encontrado na cela do apenado Helder Guimarães Ramos, conhecido como ‘Gordo Pompa’ recolhido na Penitenciária Dr. Romeu Gonçalves de Abrantes – PB1, localizado na Capital.

Trata-se do “Golpe da lombada eletrônica”, um esquema de estelionato onde bandidos estariam se utilizando de lombadas eletrônicas para realizarem registros fotográficos de placas de veículos, forjando infrações de trânsito.

(Veja conversa de preso por celular.)

O esquema seria integrando por presos e comparças. 

Entenda o caso – Um dos integrantes da quadrilha fica responsável por tirar a foto das fotos de veículos próximos às lombadas eletrônicas ou semáforos que contenham os famosos “pardais”. De posse destas placas, os golpistas obtêm dados a respeitos dos proprietários dos automóveis através de informações públicas, a exemplo da internet. Em seguida, diante dos dados coletados, são confeccionados falsos boletos bancários semelhantes aos emitidos pelo Departamento de Trânsito e, posteriormente, enviados para os endereços dos proprietários.

Neste falso boleto, há os dados de um beneficiário bancário identificado popularmente como “laranja” e os golpes são concluídos quando estes donos, sem verificar realmente a veracidade do documento, simplesmente fazem o pagamento, julgando estar quitando uma multa de trânsito, quando na verdade estão sendo lesados e, consequentemente, beneficiando um esquema criminoso.

A Gerência de Inteligência também realizou um levantamento e identificou que este tipo de delito já foi praticado há tempos atrás em alguns estados da federação, conforme alerta do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).


Da Secom

Comentários
0 Comentários