Polícia não tem pistas de vigaristas que deram golpe de 13 Mil Reais em idosa na cidade de Patos.Veja!

A senhora Maria Gorete Silva Xavier, 64 anos, residente em Patos, está inconsolada desde que perdeu R$ 13.000,00 das economias de sua família para dois estelionatários. O fato aconteceu na manhã desta quinta-feira, dia 18, por volta das 10h00 em pleno centro da cidade e está sendo investigado pela Delegacia de Polícia Civil, através da Delegada Dra. Daniela Quirino.
De acordo com relatos da própria vítima, o fato aconteceu quando a mesma estava de saída da missa matinal nesta quinta-feira e foi abordada por um homem de aproximadamente 50 anos que pediu ajuda para encontrar um endereço, que depois percebeu não existir, era parte do plano para envolver a idosa na trama. O referido homem contou com a ajuda de um comparsa para concretizar o golpe aparentemente inocente.
Dona Maria Gorete disse que assim que ela deu as informações ao primeiro homem, um segundo apareceu e deu a notícia que o amigo havia ganhado um prêmio da Quina. Os dois conseguiram envolver a vítima com a história do prêmio milionário e que seriam necessárias duas testemunhas para resgatar a premiação. O homem, de forma astuta, conseguiu fazer Dona Gorete acreditar que daria uma ajuda de R$ 20.000,00 para ela servir como uma das testemunhas.
Dona Gorete, em um momento inacreditável e já envolvida na trama dos vigaristas, foi convencida a entrar no carro usado pelos criminosos e sacar das economias da família a quantia de R$ 13.000,00. Os saques aconteceram nas agências da Caixa Econômica Federal, localizadas no centro de Patos e Guedes Shopping. O homem ainda fez crer que uma bolsa estava cheia de dinheiro, mas depois se percebeu tratar de papel comum envolto em elástico.
Em determinado momento, o estelionatário simulou uma dor na barriga e disse que era comum, mas que precisaria tomar medicamento chamado “Eparema”. Ainda dentro do carro, os homens pediram para Dona Gorete descer e comprar o referido medicamento. Em questões de segundos os vigaristas fugiram tomando destino ignorado.
A Delegada Dra. Daniela Quirino (foto) disse que vai solicitar imagens das agências da Caixa Econômica Federal para tentar identificar os criminosos, mas o caso é complicado, pois, geralmente, estas pessoas não moram na cidade. “Vamos tentar localizar esses indivíduos, mas pedimos que as pessoas estejam mais alertas, pois a proposta de dinheiro fácil não é nada legal”, relatou.


Jozivan Antero - Patosonline.com

Comentários
0 Comentários