Em Patos: Mulher morre e família reclama que SAMU negou atendimento.


A senhora de nome Jovenir Costa de Melo procurou a reportagem da Rádio Espinharas para reclamar do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU de Patos), pois segundo ela, após solicitar o socorro da unidade para tender sua filha de nome Oriene Costa de Melo, 32 anos, na madrugada da quinta-feira, dia 06, teve o pedido negado pela equipe de plantão do SAMU. 
Segundo dona Jovenir, após várias tentativas, conseguiu levar sua filha até o Hospital Regional e Patos. Porém, sua filha não resistiu e acabou indo a óbito. 
“Ela tinha diabetes tipo 1 e ainda cálculo renal, daí ela passou mal e começou a vomitar bastante. Quando era cerca de 01h00 da madrugada ela me chamou e foi aí quando eu liguei pra o SAMU. Quando eu contei o que estava havendo ao médico, ele disse que não era caso de urgência e assim não liberou a ambulância. Depois disso eu liguei para alguns taxistas mas não consegui nada, e na última tentativa consegui com um taxista do Fórum, foi aí que levei ela para o Hospital já desmaiada. Lá ela foi pra ala vermelha e por volta das 04h30 da manhã ela faleceu”, contou a popular. 
Ouça mais detalhes na entrevista abaixo.
Matéria por Patosonline.com

Comentários
0 Comentários