Paraibana entra na disputa pela Presidência da Câmara Federal.


Erundina prometeu que, se eleita, dará prioridade a propostas de reformas 
política e tributária e “independente”. (Foto: Divulgação )
Deputada federal pelo Estado de São Paulo, a paraibana Luiza Erundina (PSOL) entrou na disputa pela Presidência da Câmara dos Deputados em substituição a Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que renunciou o cargo na semana passada.
A candidatura de Erundia foi anunciada no início da noite desta segunda-feira (11) pelo PSOL durante entrevista coletiva no Salão Verde da Câmara.
Erundina prometeu que, se eleita, dará prioridade a propostas de reformas política e tributária e “independente”.
“Temos compromisso com o povo brasileiro. Uma pauta contrária ao ajuste fiscal que pune, principalmente, os trabalhadores, o  aposentados e, sobretudo, impedem o crescimento sustentável da nossa economia”, afirmou.
Com a oficialização da candidatura de Erundina pelo PSOL, nove deputados já registraram candidatura para presidir a Câmara.
Além dela, Fausto Pinato (PP-SP), Carlos Gaguim (PTN-TO), Carlos Manato (SD-ES), Marcelo Castro (PMDB-PI), Fábio Ramalho (PMDB-MG), Herácliton Fortes (PSDB-PI), Fernando Giacobo (PR-PR) e  Cristiane Brasil (PTB-RJ) estão na disputa
Rogério Rosso (PSD-DF), Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Beto Mansur (PRB-SP) anunciaram que vão concorrer, mas não oficializaram ainda candidatura.
As siglas têm até as 12h de quarta-feira (13) para registrar participação no pleito. A eleição está prevista para se iniciar às 16h do mesmo dia.

Comentários
0 Comentários