Brasil enfrenta Peru nesta terça em busca da sexta vitória seguida.

O treinador destacou, ainda, que a seleção de Tite é uma
 das melhores da atualidade, mas que não a vê como 
a melhor da história do Brasil, 
“porque ainda não ganhou nada”. (Foto: Reprodução/AFP)
Líder das Eliminatórias da América do Sul para a Copa do Mundo, a seleção brasileira encara o Peru na madrugada desta quarta-feira (15), em Lima, com a tranquilidade de estar a um passo para garantir sua vaga no Mundial. 
Com 24 pontos, o Brasil enfrenta os peruanos em clima de “amistoso”, enquanto a equipe do Peru encara uma dura missão para se garantir na Copa de 2018, já que é o oitavo colocado, com 14 pontos.
O Brasil encara o Peru à 0h15 desta quarta-feira, no Estádio Nacional de Lima, pela 12ª rodada das Eliminatórias. 
Adversário determinado
O técnico da seleção peruana, Ricardo Gareca, afirmou que confia no trabalho em grupo de seus comandados para vencer o Brasil.
“O Peru precisa mostrar sua máxima expressão e jogar coletivamente, tanto no ataque como na defesa”, explicou o argentino, antes de revelar que não vê sua equipe como inferior à adversária.
“Sabemos do tamanho e da grandeza do rival que enfrentamos. Vem em seu pico mais alto de rendimento, mas cada partida que jogamos agora é uma final e não tenho dúvidas de que meus jogadores entregarão tudo em campo”, completou.
O treinador destacou, ainda, que a seleção de Tite é uma das melhores da atualidade, mas que não a vê como a melhor da história do Brasil, “porque ainda não ganhou nada”.
Gareca espera uma partida intensa, com trocas de ataques contínuas, o que irá demandar muita atenção e concentração para aproveitar os momentos vulneráveis do rival.
“Independentemente do resultado, ficarei satisfeito se eu ver um Peru decidido, com determinação, que coloca em prática o que fazemos em cada compromisso. Às vezes dá certo e às vezes não, mas definitivamente se trata de tentar vencer o jogo a qualquer momento”, disse.
Por último, o técnico pediu cautela com a euforia da equipe após a vitória por 4 a 1 na última quinta-feira, contra o Paraguai - o primeiro triunfo fora de casa nas Eliminatórias depois de 12 anos.
“Sabemos que devemos ter os pés no chão. Ainda não conseguimos nada, mas estamos em vias de nos posicionar melhor”, finalizou. O Peru é o oitavo colocado nas eliminatórias sul-americanas, com 14 pontos.

Comentários
0 Comentários