Duas Prefeituras do Vale tiveram recursos da Vigilância Sanitária suspensos pelo MS.

Irregularidades no repasse de informações ao Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (SCNES) sobre a produção do serviço levaram o Ministério da Saúde a suspender a transferência dos recursos financeiros referentes à Vigilância Sanitária para os municípios de Olho D’água e Santa Inês.
            
A suspensão dos recursos para os dois municípios regionais foi publicada em Portaria no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 18. As Prefeituras agora terão que resolver as pendências documentais para ter os recursos de volta.  

            
Embora recebam recursos para desenvolverem ações de vigilância sanitária e em saúde, poucas Prefeituras do Vale têm algum trabalho prático neste sentido. Na maior parte dos municípios, a vigilância sanitária municipal não opera de fato e os recursos públicos destinados para este setor terminam não cumprindo seu objetivo, que é de saúde preventiva.

Ascom, com Folha do Vali

Comentários
0 Comentários