Governo Federal não envia recursos e estudantes são liberados por falta de alimentação no CEPA.


Estudantes da Escola Estadual de Ensino Médio Monsenhor Manuel Vieira, o CEPA, estão denunciando que a falta de alimentação vai provocar a liberação deles durante o almoço. O fato está relacionado ao não envio de recursos por parte do Governo Federal para aquisição de gêneros alimentícios.
Uma pessoa, que pediu para não ser identificada, disse a reportagem que o débito com fornecedores provocou a não liberação de gêneros alimentícios. A partir da próxima terça-feira, dia 02, os estudantes devem ser liberados para almoçar em suas casas e após isso devem retornar para escola. “Liberar estudantes para almoçar em casa é inviável, pois muitos moram longe, não tem recursos para esses deslocamentos, além de estudantes que residem em outras cidades. O Governo Federal e Estadual criou um projeto sem dar as condições iniciais. Absurdo!”, relatou a fonte.
Desde o início de 2017, a Escola Estadual Monsenhor Manuel Vieira foi agraciada com o programa denominado Escola Cidadã, onde funciona com o ensino integral, ou seja, os estudantes ingressam na instituição às 07h00 e saem às 17h00. A ideia foi bastante criticada por não dar as condições estruturais com tal iniciativa, mas mesmo assim foi imposta pelo Governo do Estado da Paraíba usando o CEPA como projeto piloto na região.
Além do problema da alimentação, a escola ainda aguarda a instalação do sistema de ar-condicionado, melhoria dos banheiros, mudanças na instalação elétrica e construção de espaços para alimentação e pesquisas. 
Em contato com a vice-diretora do CEPA, professora Socorro Vieira, a reportagem teve a confirmação do problema, porém foi informada que se espera a liberação de recursos por parte do Governo Federal para garantir a compra de alimentos e normalizar as aulas.


Jozivan Antero – Patosonline.com

Comentários
0 Comentários